Beyoncé, Lady Gaga, John Legend, Sam Smith: as melhores performances do Oscar dos últimos dez anos

amoosc
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

A academia responsável pela realização da cerimônia de entrega dos Oscars parece cada vez mais atenta à necessidade de se chamar estrelas da música pop para performances no palco da maior festa do cinema. Grandes estrelas interpretando grandes músicas de grandes filmes geram cada vez mais audiência e repercussão, resultando em momentos históricos tanto para a indústria cinematográfica quanto para a musical.

Nos últimos dez anos, nomes como Beyoncé, Adele, Lady Gaga e Sam Smith ajudaram a abrilhantar a noite mais importante para o cinema americano. Separamos algumas das melhores performances para o aquecimento da festa deste ano – que terá performances de John Legend (La La Land), Auli’i Cravalho e Lin-Manuel Miranda (Moana), Sting (Jim: The James Foley Story) e Justin Timberlake (Trolls).

“Writing’s on the Wall”, Sam Smith (2016)

No ano passado, o inglês Sam Smith se apresentou com “Writing’s on the Wall”, que ele compôs e gravou para o filme 007 Contra Spectre. Além da performance, Sam voltou ao palco para receber o Oscar de Melhor Canção Original pela música.

“Earned It”, The Weeknd (2016)

O canadense The Weeknd se apresentou pela primeira vez no Oscar em 2016, com “Earned It”, sua música para o filme Cinquenta Tons de Cinza, que acabou perdendo a estatueta de Canção Original para o colega Sam Smith.

“Til It Happens to You”, Lady Gaga (2016)

No mesmo ano, Lady Gaga fez uma performance arrepiante de “Til It Happens to You”, sua música para o documentário The Hunting Ground, que denunciou estupros e assédios sexuais cometidos nas maiores e mais importantes universidades americanas e que foram acobertados de maneira desumana pelas autoridades responsáveis.

“Glory”, John Legend e Common (2015)

Em 2015, John Legend se apresentou ao lado do rapper Common com “Glory”, música de ambos artistas para o filme Selma: Uma Luta pela Igualdade, que conta um pouco da história da militância de Martin Luther King no movimento negro. Depois da arrepiante performance, os dois saíram vitoriosos, levando para casa o Oscar de Melhor Canção Original.

Medley de A Noviça Rebelde, Lady Gaga (2014)

Antes de se apresentar com uma música de sua própria autoria, em 2016, Lady Gaga já havia pisado no palco do Oscar para um medley de “The Sound of Music”, “My Favorite Things”, “Edelweiss” e “Climb Ev’ry Mountain” em 2014, em uma homenagem ao musical clássico A Noviça Rebelde. A performance calou a boca de qualquer pessoa que ainda ousasse dizer que Gaga não era uma boa vocalista e emocionou até Julie Andrews, protagonista do filme e intérprete original de três das quatro músicas.

“Happy”, Pharrell Williams (2014)

Pharrell Williams levou a música mais tocada de 2014 para o palco da maior premiação do cinema. “Happy” fez parte da trilha sonora do desenho Meu Malvado Favorito 2 e concorria na categoria Melhor Canção Original, mas perdeu para “Let It Go”, da animação Frozen, que também foi apresentada naquele ano por Idina Menzel.

“Over the Rainbow”, Pink (2014)

Pink arrasou e emocionou no Oscar de 2014 com “Over the Rainbow”, do clássico O Mágico de Oz, como parte de um tributo aos 75 anos de lançamento do filme. A música ganhou o Oscar de Melhor Canção Original em 1939.

“Suddenly” e “One Day More”, elenco de Os Miseráveis (2013)

Hugh Jackman se juntou a outros membros do elenco da adaptação cinematográfica do musical Os Miseráveis, como Anne Hathaway, Amanda Seyfried, Eddie Redmayne, Russel Crowe, Helena Bonham Carter, Sacha Baron Cohen, Aaron Tveit e Samantha Barks, para um medley emocionante entre “Suddenly”, criada apenas para o filme e indicada a Melhor Canção Original, e “One Day More”, cantada, tanto na peça quanto no filme, por todo o elenco. De arrepiar!

“Skyfall”, Adele (2013)

Assim como Sam Smith, Adele também subiu ao palco do Oscar pela primeira vez para se apresentar com “Skyfall“, sua canção para o filme de mesmo nome da saga do espião James Bond. Assim como Sam Smith, Adele levou a estatueta de Melhor Canção Original para casa.

“If I Rise”, Florence Welch e A. R. Rahman (2011)

A britânica Florence Welch se apresentou ao lado do indiano A. R. Rahman com “If I Rise”, do filme 127 Horas, composta por ele e originalmente interpretada pela cantora Dido, que também participou da composição. Ela não pôde ir à premiação por estar grávida na época e pediu que Florence fosse em seu lugar. Indicada a Melhor Canção Original, “If I Rise” perdeu para “We Belong Together”, de Randy Newman, do desenho Toy Story 3.

Medley de musicais, Hugh Jackman, Beyoncé e outros (2009)

Em 2009, Hugh Jackman dividiu o palco com Beyoncé, Amanda Seyfried, Dominc Cooper, Vanessa Hudgens e Zac Efron para uma homenagem espetacular aos musicais de Hollywood. Foram apresentadas músicas de O Picolino, Cantando na Chuva, Sweet Charity, West Side Story, Grease, A Noviça Rebelede, Chicago, Moulin Rouge!, Dreamgirls, Hairspray, Jesus Cristo Superstar, High School Musical 3, Mamma Mia!, Evita e O Mágico de Oz, agradando todos os públicos e gostos. Momento histórico!

Medley de Dreamgirls, Jennifer Hudson, Beyoncé e elenco (2007)

O musical Dreamgirls teve três de suas músicas indicadas a Melhor Canção Original no Oscar de 2007, e os membros do elenco Jennifer Hudson, Beyoncé, Anika Noni Rose e Keith Robinson subiram ao palco para apresentá-las em um medley. Infelizmente, nem “Listen”, nem “Love You I Do”, nem “Patience” levaram a estatueta para casa, perdendo para “I Need to Wake Up”, de Melissa Etheridge, do documentário Uma Verdade Inconveniente.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Comments

comments