in ,

Música pop latina é finalmente a nova tendência mundial

Não é novidade o potencial que a música latina tem para dominar as paradas musicais de todo mundo. Mesmo a língua espanhola não sendo a mais falada do mundo – a China é o país mais populoso do mundo e, por consequência, a língua chinesa é a mais utilizada -, o idioma é o segundo mais falado aumentando o alcance da música de língua espanhola.

Quanto à indústria fonográfica, sabemos que a música latina dificilmente pode mostrar sua força, pois a música pop americana ofusca, com seus investimentos em marketing, videoclipes e shows mundo a fora. Ainda assim, embora Donald Trump teime em não admitir, a influência latina está enraizada na cultura norte-americana. Em algumas cidades dos EUA, como Los Angeles e Miami por exemplo, a maioria da população já é latina. Ou seja, em poucos anos, provavelmente, as crianças americanas – e até as nossas – serão levadas ao curso de espanhol.

Essa dominação do mercado latino já era prevista há muito tempo, e só não aconteceu antes por puro preconceito. Se voltarmos alguns anos, Shakira, Jennifer Lopez, Gloria Estefan, Ricky Martin precisavam cantar em inglês para se firmarem na indústria. Mesmo que soubessem da força do mercado hispânico, era necessário conquistar os estadunidenses com o inglês. Todos os quatro acima tinham músicas e até álbuns em espanhol, mas eram apenas suas versões em inglês que se tornavam hits.

Para a nossa surpresa, isso começou a mudar. Em meados de 2014, o hit Bailando, de Enrique Iglesias, conquistou o mundo com diversas versões. Teve versão em espanhol, português e até inglês. A música foi uma das responsáveis pela mudança de paradigmas. Surpreendentemente, a versão em espanhol fez muito mais sucesso que qualquer outra. Para ter uma noção, o clipe em espanhol, hoje, possui 2 bilhões de visualizações enquanto a versão em inglês possui cerca de 200 milhões de visualizações..

Depois de Bailando tivemos Ginza, de J Balvin, que conquistou o mundo inteiro em 2015, inclusive a brasileira Anitta gravou um remix em português. O remix introduziu a música pop latina no Brasil que até então não aceitava o ritmo tão abertamente. Pela primeira vez em tempos vimos que poderia ser possível conquistar o sucesso mundial cantando somente a língua hispânica.

Maluma, por exemplo, é quase que uma Kim Kardashian da indústria fonográfica latina – o que ele toca, vira ouro. Já Anitta, sempre à frente, não perdeu tempo. A cantora, que sempre estuda o mercado fonográfico internacional, percebeu que deveria fazer o caminho inverso para estourar mundialmente. O primeiro passo para a carreira internacional foi o lançamento da música Sim ou Não. E o resultado não poderia ter sido diferente: sucesso!

Até mesmo Shakira, com sua carreira renomada, finalmente teve a liberdade de se orgulhar de suas origens, sem pensar no inglês. Não estou dizendo que Shakira negou suas origens colombianas, ou que ela nunca teve a oportunidade de cantar em espanhol, mas ela está sim aproveitando a leva latina para alavancar sua carreira (e está certíssima).

‘La Bicicleta’ foi um sucesso mundial com versos da colombiana.

Nesse meio tempo, também tivemos Duele El Corazón, de Enrique Iglesias, que fez sucesso mundialmente e toda cantada em espanhol. Embora posteriormente lançada em uma versão em inglês, ela fez pouco sucesso.

Chantaje, com Maluma, foi lançada ano passado e se tornou um dos maiores sucessos da carreira de 27 anos de Shakira.

Não podemos esquecer Pitbull que mesmo em grande parte da carreira ter cantado em inglês, nos últimos anos, assim como Shakira, passou a arriscar rimas no espanhol. O exemplo de mudança, foi a música lançada para a trilha-sonora do novo filme da franquia Velozes e Furiosos. O filme se passará em Cuba e a música-tema foi toda feita em espanhol. Hey Ma alcançou a marca de melhor single de lançamento de Pitbull. Após o enorme sucesso, voltamos à estaca zero – lançaram uma versão da música em inglês. A diferença é que dessa vez a versão em espanhol continua fazendo sucesso enquanto a em inglês é ignorada.

E para encerrar, o novo vício mundial: Des-pa-cito. O porto-riquenho Luis Fonsi está dominando o mundo com o novo hit Despacito. A música, que foi lançada em janeiro deste ano, acabou de bater o recorde de videoclipe que mais rápido chegou a marca de 1 bilhão de visualizações no YouTube. A música que obtinha essa marca era, coincidentemente ou não, Chantaje.

Totalmente em espanhol o hit chamou atenção de Justin Bieber que fez um remix para a música. Despacito está em #1 na Billboard Latin Songs e #48 na Billboard Hot 100, marca que deve melhorar dentro de alguns dias.

Esses foram alguns exemplos dessa onda pop latina que está alavancando a indústria fonográfica. Donald Trump pode sentar e chorar, mas tem que aceitar a nova tendência! Arriba!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve dos roteiristas: saiba como isso pode afetar suas séries preferidas

Lemonade também é um álbum sobre superação do luto e, por isso, é genial