'4:44': JAY-Z explica cada faixa de seu revelador novo álbum

jay-z-444-promo
  • 872
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    872
    Shares
22

O 13º álbum de estúdio de JAY-Z cumpre as expectativas e vem cheio de letras reveladoras. Em 4:44 o rapper fala sobre traição, os abortos espontâneos (no plural mesmo) de Beyoncé, dá umas cutucadas no Kanye e abre o jogo quanto à homossexualidade da própria mãe.

Momentos antes do lançamento, Jay deu uma entrevista para a iHeartRadio destrinchando cada uma das 10 faixas do disco. Transcritas pela Billboard, você pode ler a seguir as declarações dadas por ele:

4:44

“Essa música que eu escrevi é o cerne do álbum, exatamente no meio do álbum. Eu acordei literalmente às 4h44 da manhã para escrever essa música. Aí ela acabou se tornando o nome do álbum e tal. É a música título porque é muito poderosa, e acredito que seja uma das melhores músicas que eu já escrevi.”

Bam

Bam, com o Damian Marley, é só curtição. Mas é secretamente Shawn Carter [nome real do rapper] dizendo: ‘Cara, você precisa de um pouco de ego’. Foi por minha causa e das coisas que eu fiz, é o JAY-Z dizendo que você precisava de um pouco de ego para que chegássemos a esse ponto.”

Caught The Eye

“Essa canção é sobre estar atento ao que te cerca. Tem uma frase nela que diz: ‘Sua linguagem corporal é uma solução, como você pode ver a diferença entre você e eu?’. É sobre estar esperto quanto ao seu ambiente.”

Family Feud

Family Feud trata-se de separação dentro da cultura. Tipo, novos rappers brigando com antigos rappers, dizendo aquelas coisas todas. A frase principal é: ‘Ninguém ganha quando a família disputa’.”

Kill JAY-Z

“A primeira música do álbum se chama Kill JAY-Z [Mate o JAY-Z] e obviamente não é para ser literal. Na verdade é sobre o ego. É sobre matar o ego, para podermos ter essa conversa num ambiente de vulnerabilidade e honestidade.”

Legacy

“Essa música é sobre o que ela é, é tipo sobre determinação. É só uma música em que eu converso com a minha filha. Ela começa me perguntando: ‘Papai, o que é determinação?’.”

Marcy Me

Marcy Me é uma caminhada nostálgica pela Marcy [complexo de habitação pública construído e operado pela Autoridade de Habitação da Cidade de Nova York e localizado no Brooklyn], é sobre aquela falta de esperança, aquele sentimento de ‘Cara, eu realmente consigo fazer isso? Eu realmente consigo ser um dos maiores artistas do mundo?’. Todo mundo tem aqueles sonhos. ‘Eu posso ser uma dos maiores jogadores de basquete?’. Nós todos temos esses sonhos.

Moonlight

“O refrão é ‘Nós estamos presos em La La Land/Mesmo se ganharmos nós perdemos’. É uma referência  para La La Land ganhando o Oscar e depois tendo que dá-lo a Moonlight. É na verdade um comentário sobre a cultura e para onde estamos indo.”

Smile

Smile é o que é. Vão haver tempos difíceis, e esses tempos difíceis podem resultar em duas coisas: eles podem te levar a ficar preso em uma rotina ou podem fazer o seu futuro ser muito melhor por ter passado por aquilo tudo.”

The Story of OJ

The Story of OJ é uma música sobre nós quanto cultura, tendo um plano, como vamos seguir em frente. Todos nós fazemos dinheiro, e todos nós perdemos dinheiro, especialmente artistas. Mas como, quando você tem certo grau de sucesso, transformar isso em algo maior.”

Com participações de Damian Marley, Frank Ocean, Gloria Carter e vocais adicionais de Beyoncé e Blue Ivy Carter, 4:44 por enquanto é um lançamento exclusivo do Tidal.

22

Comments

comments