in , , , ,

‘Em Ritmo de Fuga’ é o filme perfeito para as suas férias e aqui estão os porquês

Adorado pela crítica e pelo público, Em Ritmo de Fuga é, basicamente, sobre um excelente motorista, com um maravilhoso gosto musical, que começa a trabalhar para uma gangue de criminosos. O filme tem uma trilha sonora incrível e chegou a – alguns – cinemas brasileiros na última quinta-feira (13/07). 

Nesse texto, nós vamos falar um pouco sobre como o longa-metragem foi concebido, seu enredo, recepção pelo público/crítica e, finalmente, 25 curiosidades envolvendo o filme.

A história de ‘Baby Driver’

Um belo dia, há uns 11 anos, o diretor e roteirista Edgar Wright (Scott Pilgrim Contra o Mundo) ouvia a música Bellbottoms da Jon Spencer Blues Explosion quando teve uma ideia para uma cena de perseguição de carro ao som dela. Ao longo dos anos, essa pequena ideia tomou forma e virou o longa Em Ritmo de Fuga (Baby Driver, 2017). 

O filme trata sobre a história do jovem piloto de fuga Baby (Ansel Elgort), o melhor de sua categoria, porém com uma peculiaridade: ele tem tinido, um problema de audição que gera um frequente zumbido em seu ouvido. Para abafar esse barulho, o motorista está sempre com seus fones de ouvido. Cada uma de suas ações, inclusive o modo como conduz o carro, é perfeitamente sincronizada às músicas que ouve.

E é dessa forma que vemos o filme, ouvindo o que Baby ouve, com cada sequência e cena sendo cortada ao ritmo da ótima trilha sonora. Entre as músicas estão: Harlem Shuffle de Bob & Earl, Easy dos Commodores, B-A-B-Y de Carla Thomas, Neat Neat Neat do The Damned, Brighton Rock do Queen, Tequila de Button Down Brass, e outras dezenas de canções.

A gangue de ladrões é liderada por Doc (Kevin Spacey) e composta também por Buddy (Jon Hamm), Darling (Eiza Gonzalez) e Bats (Jamie Foxx). A dependência de Baby às suas músicas, assim como a de muitos de nós, não deixa de ser uma válvula de escape, uma forma de fugir da realidade e ser transportado. E em sua gangue há todo tipo de forma de fuga, como o vício em drogas de Buddy e Darling e a paixão de Bats pelo crime. Quando Baby pensa estar finalmente livre da vida do crime, ele conhece Debora (Lily James) uma garçonete igualmente apaixonada por música, que sonha em pegar a estrada sem rumo ouvindo música.

Crítica e Cena Inicial

O filme tem sido muito bem recebido pela crítica e pelo público. Seu lançamento na SXSW lhe rendeu o prêmio Audience Award SXSW 2017 e sua classificação no Rotten Tomatoes é de 95%. Baby Driver também arrecadou mais de 30 milhões de dólares em seu final de semana de estreia nos EUA, tornando-se o filme de melhor bilheteria de estreia do diretor Edgar Wright. E não, ele não está sendo superestimado. O filme é original em seu enredo e em sua execução, o que tem feito as pessoas criarem novos gêneros cinematográficos especialmente para ele, como o de Ação M usical. 

Edgar Wright, Ansel Elgort, Lily James, Jon Hamm, Eiza Gonzalez and Jamie Foxx

A primeira sequência já vale o ingresso. Não acredita em mim? Veja por si só o vídeo abaixo dos primeiros minutos do filme liberado pela Sony Pictures. E confira, em seguida, nossa lista de curiosidades sobre Em Ritmo de Fuga.

Curiosidades

  • O título do filme é inspirado na canção Baby Driver de Simon & Garfunkel. Um trecho da canção diz “e eu nasci em uma manhã escura e cinzenta, com música em meus ouvidos. Também existe uma música chamada Baby Driver da banda Kiss.
  • Ansel Elgort, conhecido por A Culpa é das Estrelas, além de ser ator, também é músico. Ele produz música eletrônica EDM com o nome de Ansølo. Ele também canta muito bem.
  • O elenco tinha o costume de sair para cantar em karaokês. Jon Hamm, de Mad Men, gostava de cantar Queen, enquanto Ansel preferia Easy dos Commodores. Easy tem duas versões no filme. A primeira é a original e a segunda é cantada pela cantora Sky Ferreira, que interpreta a mãe de Baby no filme. 

  • Uma das inspirações para o filme foi o longa Caçada da Morte (The Driver, 1978) que também narra a história de um piloto de fuga. A data de lançamento do filme aparece como um easter egg no macacão de cadeia de Baby.
  • O problema de audição do personagem principal é mais comum do que se imagina. Como mencionado no filme, Barbra Streisand também sofre de tinido, desde os 9 anos. Outros artistas com esse problema são: Steve Martin, Eric Clapton, Beethoven, Chris Martin (Coldplay) e Anthony Kiedis (Red Hot Chili Peppers).
  • O parceiro de banda de Kiedis, o baixista Flea, faz um ponta no filme como um dos ladrões do segundo assalto. 
  • Ao mencionarem o tinido de Barbra Streisand, Bats (Jamie Foxx) fica com raiva por estarem falando sobre ela e mostra não ter interesse em suas músicas. A grande ironia nisso é que Jamie Foxx é vencedor de 2 Grammys e já gravou uma música com Streisand, Climb Ev´ry Mountain.

  • Jamie Foxx é vencedor do Oscar pelo seu retrato do cantor Ray Charles, em Ray. Uma das músicas mais famosas de Ray é Georgia on my Mind. Em Ritmo de Fuga foi gravado em Atlanta, Georgia.
  • Foxx e Elgort não são os únicos com talentos musicais no elenco principal. Eiza Gonzalez, que interpreta Darling, é uma cantora mexicana com 2 álbums lançados.
  • E Kevin Spacey também é bastante musical. Ele já cantou e interpretou na cine biografia de Bobby Darin, Beyond the Sea e foi convidado para subir ao palco com Billy Joel e cantar New York State of Mind. Além de ser nosso presidente favorito, claro.

  • Lily James (Debora) nós conhecemos de Downton Abbey e Cinderella. Ela também acaba de ser contratada para interpretar a Meryl Streep jovem em Mamma Mia!: Here We Go Again, sequência para o musical original.
  • Emma Stone chegou a ser escalada para o papel de Debora, mas saiu do projeto para fazer La La Land: Cantando Estações.
  • O casal Baby e Debora possui um estilo mais clássico de romance, com imagens às vezes em preto e branco, e sem usarem telefones celulares para se comunicarem. O diretor Edgar Wright também disse em entrevista que isso acontece por Baby não poder usar um smartphone para não ser encontrado via GPS. 

  • Em Ritmo de Fuga também foi inspirado por De Volta para o Futuro, por isso o personagem de Kevin Spacey se chama Doc e o de Jon Bernthal se chama Griff.
  • Foram usadas várias técnicas para gravação das cenas de ação do filme. Em alguns momentos os atores seguiram instruções do coreógrafo, em outros ouviram as músicas através de pontos no ouvido, para que tudo estivesse em perfeita sincronia. O diretor chegou a gravar algumas das cenas em um grid preso ao carro dos atores.
  • Edgar ainda revelou, em entrevista ao Hollywood Reporter, que os vários iPods e óculos de sol de Baby são frutos dos muitos carros que ele roubou desde os seus 12 anos de idade, por isso ele tem tantos modelos e cores deles, até mesmo o com strass rosa que tem destaque no filme.
  • Dois rappers nascidos na cidade de Atlanta fazem participações no filme: Big Boi do Outkast e Killer Mike.
  • No filme, Baby tem um pai adotivo cadeirante e deficiente auditivo, o Joe. O ator que interpreta Joe, CJ Jones, é surdo e filho de pais mudos na vida real. 

  • O emprego da linguagem de sinais faz total sentido no filme, pois é uma linguagem universal, assim como a música.
  • Como em todo filme, cada personagem de Em Ritmo de Fuga possui sua paleta de cores típicas. A de Baby é preto e branco, Darling é rosa e roxo, Buddy é azul, Bats é vermelho, Doc é verde e Debora é amarelo. No caso desse filme, as cores também foram pensadas pelo diretor para facilitarem nas cenas velozes de ação a se entender o que está acontecendo com cada pessoa.
  • Sempre que Jamie Foxx e Kevin Spacey apareciam na mesma cena, Edgar Wright sussurava Double Oscar shot! (Cena de 2 Oscars!) se referindo ao prêmios dos atores. 

  • Baby e Joe passam bom tempo assistindo TV, como vemos em cenas do filme. Várias das falas que aparecem na TV são usadas por Baby em conversas ao longo do filme, como Eles crescem tão rápido, de Simplesmente Complicado e Nada é mais importante que nossa amizade, de Monstros SA.
  • Edgar Wright começou a escrever o roteiro de Em Ritmo de Fuga em 1995 e terminou apenas em 2011.
  • O cantor de uma das músicas do filme, Jon Spencer, interpreta um policial no filme.
  • Ansel Elgort, que fez várias das cenas perigosas ao invés de usar dublê, ficou com o carro dirigido por Baby na cena inicial,um Subaru WRX vermelho.

A data de lançamento do longa no Brasil tem sido motivo de controvérsias, pois, em alguns cinemas, ele já está em cartaz, em outros a estreia está marcada para o dia 27 de julho… Por isso, vale a pena ficar ligado na programação dos cinemas da sua cidade para não perder o filme.

E aí, já conferiu Em Ritmo de Fuga nos cinemas? Reconheceu mais algum easter egg? Compartilhe com a gente o que achou!

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cinco fatos que comprovam o impacto de ‘Game Of Thrones’ na cultura pop mundial

Interpretamos o mapa-astral de Rumi e Sir, os gêmeos de Beyoncé e JAY-Z. Confira!