A dificuldade da Disney em encontrar seu elenco de 'Aladdin' é um ótimo sinal

aladdin
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Uma das notícias que movimentou a internet na última semana trouxe a informação de que a Disney está tendo muita dificuldade em encontrar atores para interpretar o casal de protagonistas do live-action de Aladdin, que será dirigido pelo cineasta Guy Ritchie.

As filmagens já eram pra ter começado este mês, mas sem o personagem título e sem a princesa Jasmine fica meio impossível dar início aos trabalhos. De acordo com informações divulgadas pelo Hollywood Reporter, mais de 2 mil pessoas participaram dos testes que vêm sendo feitos desde março, e aparentemente nenhuma agradou o diretor.

Ainda que a escolha de um deles esteja mais encaminhada, é importante lembrar que a química entre o casal tem que ser muito boa, portanto a escalação do ator (ou da atriz) depende completamente da escalação de seu par (e vice-versa).

Essa demora empurrou a data das filmagens para agosto, atrasando o cronograma, mas o que parece ser um problemão para a Disney, seus executivos e todos os profissionais diretamente ligados à produção, pode acabar tendo resultados muito positivos para o público.

Os requisitos para a escolha dos protagonistas é que ambos tenham entre 18 e 25 anos, que saibam cantar e dançar, e mais importante: que sejam nascidos ou descendentes de nascidos no Oriente Médio ou Índia. É essa última exigência que muda tudo.

Numa outra época ou situação em que o estúdio não se importasse muito com esse pequeno detalhe (que na verdade é importantíssimo), a escolha dos atores teria sido feita facilmente. Agora, no entanto, é de conhecimento geral que para interpretar personagens árabes o mínimo que se espera são atores árabes.

Além de resistência do público e da crítica, que sem dúvida alguma iriam se opor a uma eventual escolha que fugisse dessa linha, a Disney sabe muito bem que enfrentaria um obstáculo financeiro quanto a isso. Todos os últimos blockbusters que se propuseram a abordar outras etnias mas colocaram atores brancos para interpretá-las foram um fracasso total.

Nós já aprofundamos este assunto num outro texto, falando sobre a questão de Ghost In The Shell, que colocou Scarlett Johansson no papel de uma japonesa (você pode ler este post aqui), e Aladdin poderia seguir o mesmo caminho, o que aparentemente não vai acontecer.

Além de respeitar a cultura retratada no longa, a preocupação do estúdio é também em descobrir novos talentos. Nomes como os de Dev Patel, Riz Ahmed e George Kosturos circularam na internet junto da notícia desse impasse, mas a prioridade na escalação é para jovens desconhecidos.

Seguindo esse caminho, todo mundo ganha. Ganha a própria Disney – que na verdade não merece glorificação alguma, dado que não está fazendo nada mais do que sua obrigação, mas que com isso acaba desenvolvendo um trabalho importante de representatividade – e ganham os fãs, que poderão ver a história sendo retratada do jeito certo.

O longa de Aladdin ainda não tem data para estrear, mas se a espera valer a pena como está parecendo que vai, podem levar o tempo que for, nós aguardaremos pacientemente.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

comments