Referências, conexões e easter eggs que você pode ter perdido em 'Stranger Things'

Stranger Things Poster
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Depois de pouco mais de um ano de espera podemos retornar à pequena Hawkins e revisitar Eleven, Will, Lucas, Dustin e Mike em Stranger Things. A aguardada segunda temporada foi liberada pela Netflix no dia 27 de outubro, pré Halloween, e no dia 28 teve uma promoção especial no SBT, chamada Bagulho Bizarros. Nesta segunda fase da história, o pequeno Will começa a ter estranhas premonições de um ataque das criaturas do Mundo Invertido em sua cidade. Junto de sua mãe, Joyce Byers (interpretada pela maravilhosa Winona Ryder), e seus amigos, Will quer impedir que suas visões se concretizem. E, enquanto isso, Eleven (ou Jane) procura mais respostas sobre o seu passado.

Repetindo a receita da primeira temporada, os Duffer Brothers continuam a incrementar a série com diversas referências sobre os anos 1980 (tempo em que se passa a história) e toda a indústria cultural da época. E como nós adoramos Stranger Things e os anos 1980, separamos inúmeras referências, conexões e easter eggs da segunda temporada da série. As referências estão divididas em três publicações, sendo essa a primeira do episódio 1 ao 3, a segunda do 4 ao 6 e a terceira publicação do 7 ao 9. Os posts possuem spoiler, porém, não há revelações de episódios futuros aos que estão contidos na publicação. Então vamos lá?!

Capítulo 1. Mad Max

Bom, o título do episódio referencia um dos principais lançamentos cinematográficos da época e que até hoje é considerado um clássico do cinema mundial. Mad Max é um filme australiano lançado em 1979 que narra uma história futurista num ambiente distópico. Os três primeiros volumes traziam Mel Gibson como protagonista e foram lançados na sequência 1979, 1981 e 1985. Mad Max durante anos se manteve como uma das sequencias que mais renderam lucros aos produtores do longa.

O Exterminador do Futuro (The Terminator) também foi um grande sucesso de bilheteria naquela época, e a cidade de Hawkins não poderia ficar de fora do circuito de exibição do filme. Na abertura do episódio é exibida a data em que os fatos ocorreram, 28 de outubro de 1984, dois dias depois do lançamento de The Terminator que, aliás, foi o filme mais visto naquela semana.

O Dr. Owens, interpretado por Paul Reiser, faz referência ao personagem Burke de Aliens – O Resgate, que também foi interpretador por Reiser. Em Aliens, Burke é um executivo que, por diversas vezes, trai o grupo de sobreviventes para que os extraterrestres continuem vivos. Em Stranger Things a lealdade do Dr. Owens também é colocada a prova diversas vezes.

Steven Spielberg e suas obras são referenciadas diversas vezes durante a Stranger Things. A primeira citação acontece quando Will visita o Dr. Owens e é questionado sobre qual seu doce favorito, Will sem demora respondeu Reese’s Pieces. O doce ficou muito famoso em 1982 por causa do filme E.T. – O Extraterreste por ser o favorito do personagem principal.

Keith, o adolescente que gere a loja de jogos que as crianças frequentam, sempre aparece grudado em seu pacote de Cheetos. A marca na verdade faz parte da Frito-Lay que é uma subsidiaria da PepsiCo. A embalagem que aparece nas mãos de Keith tem o design adotado pela marca nos anos 1980.

Durante a apresentação e a ambientação da aventura que esta por vir, conhecemos Bob (Sean Astin), o especialista em tecnologia. Ele e Joyce Byers fazem um par romântico super fofo e entrosado. O personagem Bob é interpretado por Sean Astin, que em 1985 interpretou Mike no filme Goonies. O que muitos não sabem é que o filme de 1985 serve como uma enorme referencia a Stranger Things. A história narra a aventura de cinco amigos que ao descobrirem um mapa do tesouro, caminham por túneis e trilhas subterrâneas.

Falando em Joyce Byers, na cena em que ela e Bob se beijam no armário de tralhas podemos ver ao fundo diversas caixas de luz de natal. Quem lembra da primeira temporada, sabe a importância que essas luzinhas têm na vida dela.

A secretária do Detetive Hopper há, pelo menos, um ano não desiste de deixar a vida do oficial mais saudável. Na primeira temporada sua tentativa era fazer o Hopper parar de fumar, em algumas cenas ela arrancava o cigarro da boca do policial. Nesta temporada, enquanto o Detetive Hopper tentou comer um donut, sua secretária ofereceu a ele uma maçã.

E algumas informações da investigação sobre os fatos da primeira temporada foram reveladas no pedaço de jornal escrito ‘Zombie Boy’, colado no armário de Will. O trecho informava que a polícia, durante aquele período, encontrou o corpo de um menino, mas que após seis dias examinando não identificou como o corpo de Will Byers.

Outra informação que pode ser lida no jornal é sobre o primeiro transplante de coração em bebê realizado nos EUA. Em 14 de outubro de 1984, Stephanie Fae Beauclair, ou Baby Fae foi notícia em todo país acerca do sucesso de seu transplante. Como os acontecimentos narrados nessa temporada de Stranger Things, em Hawkins, começam no dia 28 de outubro de 1984, a notícia de Baby Fae ainda era fresquinha. A informação pode ser vista no ‘The Hawkins Post’.

Naquele ano também acontecia a corrida eleitoral para Presidente dos EUA. Reagan e Mondale eram os candidates à época.

Confira também: Mais referências e outros detalhes que você pode ter perdido em Stranger Things

Capítulo 2. Doce ou travessura, aberração

Chegou a tão esperada noite de halloween e Will, Mike, Lucas e Dustin combinaram de sair pelas ruas de Hawkins vestidos de Ghostbusters um sucesso de bilheteria em 1984. A referência aos personagens vai além da roupa, a trilha do filme, composta por Ray Parker Jr, é entoada diversas vezes durante o episódio dois.

E falando em música, Bob Newby é fã assumido de Kenny Rogers. Durante a cena em que Bob e Joyce dançam na sala a música que embalada o casal é Islands in the Stream e a letra é super sugestiva ao tema da série. […] Sail away with me / To another world […] Slowly losing sight of the real thing.

Wango Tango, de Ted Nugent, é a música de trilha para a apresentação de Billy, o bad boy dessa temporada. A música revela muito sobre o personagem, já que pelo seu estilo mullet, ele deve ser fã do artista.

As fantasias de halloween representavam muito bem o consumo cultural da época. Nancy e Steve foram fantasiados de Lana e Joel Goodson, ou melhor Rebecca de Mornay e Tom Cruise em Risky Business. Há duas teorias sobre a escolha das fantasias: A primeira pode ter sido puro ciúme de Steve, já que Nancy possui uma foto do Tom Cruise colada na parede de seu quarto. Ou, por Steve se considerar parece com ‘aquele cara de Risky Business‘ frase do namorado de Nancy na primeira temporada.

Um memino vestido de Michael Jackson em Billie Jean também é visto e, claro, muitas meninas vestidas de Madonna. Aliás, uma semana depois do Halloween de 1984, Madonna lançou o single Like a Virgin.

Eleven também tentou participar da festa e pedir doces ou travessuras pelas ruas de Hwakins. Em sua tentativa frustada de fantasia, ela se cobre com um lençol branco deixando apenas dois buraquinhos para enxergar. A tentativa pode ter sido baseada no filme E.T. – O Extraterrestre, lançado em 1982, na qual o ET é coberto em um pano para se divertir durante a noite de halloween. Outra suposição sobre a fantasia da Eleven, é ela ser a fantasma dos seus amigos Ghosbusters (caçadores de fantasmas).

Durante a cena da Eleven, também vemos uma propaganda do filme O Exterminador do Futuro, sucesso de bilheteria naquele ano.

Uma das novelas que Eleven assiste para aprender inglês é All My Children.

Uma grande briga acerca do envenenamento das abóboras de dois fazendeiros da região vira caso de polícia. Aliás, quando Eugene acusa Merril de envenenar suas abóboras, um dos policiais da delegacia faz uma piada e diz que a cidade de Hawkins está cada vez mais Chinatown. A brincadeira faz alusão ao filme Chinatown que foi lançado em 1974. O longa narra a história de uma trama de mistérios, traições e escândalos.

Porém, a acusação de estragar a plantação de abóbora deve ser por outro motivo. Talvez pela diferença de preço.

Totalmente tubular parece ser a gíria da época, ou pelo menos daquela semana, e ela não foi lembrada por Dustin a toa. ‘Totally tubular’é uma gíria ligada as ‘valley girls, meninas nascidas na Califórnia, local de onde Max vem. O termo ‘valley girl’ foi difundido por um filme de mesmo nome que contava com Nicolas Cage no elenco e foi lançado em 1983. A gíria também era muito utilizada pelos nerds.

E é no segundo episódio de Stranger Things que começamos a entender a relação de Hopper e Eleven. Em uma das primeiras cenas da pequena na floresta, Eleven encontra a caixa com waffles que Hopper deixou no final do último episódio da primeira temporada. Desde então, os dois desenvolveram uma vida dentro de uma cabana na floresta e sua comunicação a distância ocorre via código morse. E olha só o número do canal que eles se comunicam.

Falando em número 11, na última tentativa de contactar Eleven, via walkie-talkie, Mike afirma que aquele era o 353º dia longe dela. E o curioso é que 3+5+3 resulta em 11.

Capítulo 3. O Girino

Dustin encontra uma criatura extremamente bizarra dentro da lixeira de sua casa e resolve adotar. O bicho gosmento, que lembra muito um girino, recebe o nome de D’Artagnan, original da história d’Os Três Mosqueteiros que, coincidentemente, é o nome do doce preferido de Dart.

Ainda durante a mesma cena, Dustin retira a tartaruga Yertle do aquário, nome de um personagem de histórias em quadrinhos de Dr. Seuss que também era uma tartaruga. Ao lado do aquário vemos um boneco do E.T. e na parede um ‘certificado de proficiência paranormal’. O certificado era entregue aos membros do fã clube de Ghostbusters durante o período de lançamento do longa.

Falando em Dustin, na cena em que o pequeno apresenta Dart a seus amigos, no fundo da sala podemos ver pregado à parede um poster da maçã da Apple. Voltando no tempo, 1984 foi o ano do lançamento do primeiro Macintosh, que foi um dos computadores pessoais responsáveis por popularizar a interface gráfica.

Pouco depois, na cena em que Dart foge, a trilha sonora utiliza é a música tema de Gremlins, filme de 1984 que narra a história de criaturas estranhas que invadem a cidade. Falando em Gremlins, a terceira regra estipulada pelo Detetive Hopper à Eleven é que a menina não saia de casa, principalmente a luz do dia. Essa também era uma regra utilizada no filme de 1984.

Continue lendo sobre os episódios 4, 5 e 6 de Stranger Things clicando aqui.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

comments