Dua Lipa luta para cumprir suas regras no clipe de 'IDGAF'

dua lipa capa
  • 35
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    35
    Shares

Foi lançado na manhã de hoje (12/01) o novo clipe da cantora Dua Lipa, IDGAF. Após ganhar uma enorme notoriedade devido à qualidade de seu vídeo-clipe anterior, New Rules, Dua entendeu que seu próximo vídeo para um single não poderia decepcionar e, por isso, se uniu aos diretores artísticos Henry Scholfield & Mosaert para dar vida a esse novo lançamento.

Logo no início do clipe já é clara a dualidade proposital de cores e temperatura, tanto no figurino, quanto no cenário. Temos os time “azul” e “laranja”, ambos liderados por versões diferentes da cantora revelação de 2017 e um fundo que também oscila entre as duas cores. Vale lembrar que estas cores são opostas e complementares. O uso delas pretende evocar em nós os sentimentos de frieza, amadurecimento, confiança e racionalidade (quando falamos sobre o azul) e passionalidade, calor, impulsividade e energia (quando falamos sobre o laranja), além de trazer a ideia de que uma parte não pode viver sem a outra. Algo curioso e que ajuda o espectador a entender qual é a relação entre ambos os “lados”, é que a Dua que lidera a parte racional usa brincos apenas na orelha direita, enquanto a que lidera a parte passional, usa brincos na orelha esquerda. Ou seja, já temos uma ideia de que uma completa a outra.

A narrativa do vídeo começa com uma intensa briga entre os dois times. Se formos atrás da letra da música, esse é o momento em que Dua Lipa se revolta com seu namorado e decide se libertar desse relacionamento que só a faz mal. Porém, quem pensa assim é o lado mais maduro da cantora. A parte sentimental de seu corpo sente bastante a perda de seu amado, parecendo visivelmente mais abalada enquanto briga com seu opositor. Na música, a inventora das três regras luta para manter o “ex” fora de sua vida, enquanto no clipe ela luta consigo mesma para se manter longe dele.

No decorrer da história, Dua começa a perceber que não consegue reprimir totalmente seu lado sentimental. Mesmo odiando que, após tudo, o que seu ex fez para magoá-la, ela ainda sinta saudade dele enquanto tenta (ao máximo) acabar com esse sentimento, a sensação de que ambas as partes se completam e formam um todo equilibrado começa a surgir em sua mente. Neste momento, vemos no clipe uma clara alusão ao conceito chinês “ying yang”, que é a representação do positivo e do negativo, sendo o princípio da dualidade, onde o positivo não vive sem o negativo e vice e versa.


Símbolo que representa o conceito “ying yang”.

Conforme o vídeo se aproxima do seu fim, os dois lados “fazem as pazes” e passam a lutar juntos, em sincronia, contra algo maior (possivelmente, a presença do ex-namorado). Ao final do clipe, os times param lado a lado e toda a iluminação da cena fica azul, o que pode representar o amadurecimento de Dua como ser, ao se entender melhor e conseguir ficar em paz com seu(s) eu(s) interior(es).

Comments

comments